Isomorfismo Institucional e Sustentabilidade Ambiental das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) Brasileiras

Autores

Palavras-chave:

Isomorfismo, Universidades, Sustentabilidade

Resumo

O objetivo do trabalho é verificar como a gestão operacional tem influenciado a sustentabilidade ambiental das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) brasileiras. O isomorfismo institucional serviu de base para explicar as questões comportamentais das instituições estudadas. A pesquisa foi realizada com 104 IFES, tomando por base os indicadores de gestão operacional exigidos pelo Tribunal de Contas da União e o indicador GreenMetric empregado no conceito de universidade sustentável criado pela universidade da Indonésia visando assim assegurar ações de gestão ambiental. Foi empregado um modelo de regressão logística com dados do período referente ao ano de 2017. Os resultados apontam que os coeficientes calculados foram significativos para explicar probabilidade das variáveis independentes (indicadores operacionais) causarem impacto na variável dependente (indicador GreenMetric), demonstrando assim existe a ocorrência do mecanismo mimetismo nas instituições detentoras do indicador GreenMetric.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-22

Como Citar

Oliveira, A. J. de, & de Souza Freire, F. . (2021). Isomorfismo Institucional e Sustentabilidade Ambiental das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) Brasileiras. REUNIR Revista De Administração Contabilidade E Sustentabilidade, 11(2), 16-32. Recuperado de https://reunir.revistas.ufcg.edu.br/index.php/uacc/article/view/1215

Edição

Seção

Artigos científicos