COLABORAR PARA PRODUZIR: UMA AVALIAÇÃO BIBLIOMÉTRICA DA COOPERAÇÃO ACADÊMICO-CIENTÍFICA EM ESTUDOS DE ADMINISTRAÇÃO SOBRE CULTURA E CONSUMO

  • Eduardo Santos Rocha Zafaneli
  • Elizabeth Paula Chaves Cantiello Machado
  • Izabel Gerheim Villaça
  • Irene Raguenet Troccoli
Palavras-chave: Coautoria, Cultura, Consumo

Resumo

O conhecimento científico pode ser produzido de forma isolada ou compartilhada. Quando se dá a partir da colaboração entre pesquisadores, benefícios extras podem ser obtidos, tais como economia de tempo e de recursos financeiros e materiais. O presente artigo de abordagem quantitativa é um levantamento bibliométrico realizado nos trabalhos aprovados nos Enanpads do triênio 2009-11, específicos das seções Cultura e Consumo (em 2009 e 2011) e Consumo, Cultura e Grupos Sociais (em 2010), ambos da Divisão Acadêmica Marketing, no que tange à cooperação acadêmico-científica entre seus autores. Foram analisados nove aspectos: distribuições quantitativa dos trabalhos, de autores por artigo, por gênero de autores, por tipos de coautoria, por ordenação de autores, por forma de coautoria, por tipo de cooperação, e por instituições a que os autores estão afiliados. Os resultados comprovam que a coautoria é um evento assaz costumeiro no âmbito do levantamento. Dentre os achados mais relevantes destacam-se que quase metade da amostra revelou coautoria em nível de cooperação exclusivamente interna, assim como a ampla preferência pela autoria dupla e a grande concentração geográfica das escolas participantes nas regiões sudeste e sul do País. Conclusões são tecidas a respeito e limitações naturais da pesquisa são indicadas. Ao final, sugestões para futuras pesquisas são apresentadas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-08-18
Como Citar
Zafaneli, E., Machado, E. P., Villaça, I., & Troccoli, I. (2013). COLABORAR PARA PRODUZIR: UMA AVALIAÇÃO BIBLIOMÉTRICA DA COOPERAÇÃO ACADÊMICO-CIENTÍFICA EM ESTUDOS DE ADMINISTRAÇÃO SOBRE CULTURA E CONSUMO. REUNIR Revista De Administração Contabilidade E Sustentabilidade, 3(3), 61-82. https://doi.org/10.18696/reunir.v3i3.125
Seção
Artigos científicos