Qualidade de vida das famílias beneficiárias do Programa Um Milhão de Cisternas Rurais (P1MC) no município de Moreilândia, PE

Autores

  • Maria do Socorro da Costa Duarte Universidade Regional do Cariri (URCA), Brasil
  • Eliane Pinheiro de Sousa Universidade Regional do Cariri (URCA) http://orcid.org/0000-0003-4088-0754
  • Isabela Kristina Ferreira de Freitas Universidade Regional do Cariri (URCA), Brasil
  • Ahmad Saeed Khan Universidade Regional do Cariri (URCA), Brasil

DOI:

https://doi.org/10.18696/reunir.v13i4.1324

Palavras-chave:

Qualidade de Vida, Cisternas Rurais, Agricultores Familiares

Resumo

O Brasil se encontra em posição privilegiada quanto à quantidade de água doce, pois é um dos maiores depositários. A região Nordeste, porém, de clima semiárido, sofre com a escassez de água, sendo necessárias alternativas que facilitem a convivência com a seca. Neste contexto, surge a Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA), que desenvolveu o Programa Um Milhão de Cisternas Rurais (P1MC) como medida de mitigação dos efeitos da seca. Portanto, este estudo busca analisar a qualidade de vida das famílias beneficiárias do P1MC antes e após a implantação desse programa em Moreilândia, PE. Para tanto, utilizou-se análise tabular e descritiva e mensurou-se o Índice de Qualidade de Vida dos Beneficiários (IQVB), considerando os indicadores: acesso aos recursos hídricos, aspectos sanitários, habitação, emprego e renda, saúde, educação, lazer e alimentação. Empregou-se também teste estatístico paramétrico. Os dados foram provenientes de fonte primária, coletados com 60 beneficiários. Os resultados indicam expressiva melhoria da qualidade de vida dos beneficiários quando se compara o período antes e após o P1MC. Enquanto 50% dos entrevistados possuíam baixa qualidade de vida antes do P1MC, essa participação passou para 5% após a execução desse programa. Em termos absolutos, todos os indicadores se elevaram após a implantação do P1MC, sendo que os maiores incrementos ocorreram com acesso aos recursos hídricos e aspectos sanitários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria do Socorro da Costa Duarte, Universidade Regional do Cariri (URCA), Brasil

Economista pela Universidade Regional do Cariri (URCA).

Eliane Pinheiro de Sousa, Universidade Regional do Cariri (URCA)

Professora do Departamento de Economia da Universidade Regional do Cariri (URCA) e Bolsista de Produtividade em Pesquisa, Estímulo à Interiorização e à Inovação Tecnológica (BPI) da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP).

Isabela Kristina Ferreira de Freitas, Universidade Regional do Cariri (URCA), Brasil

Professora do Departamento de Economia da Universidade Regional do Cariri (URCA).

Ahmad Saeed Khan, Universidade Regional do Cariri (URCA), Brasil

Pesquisador Visitante da Universidade Regional do Cariri (URCA) e Bolsista da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP).

Referências

Almeida, L. M. F., Araújo, J. F., Orrico, S. R. M. & Cohim, E. (2021). Volume de cisternas rurais: uma contribuição para abastecimento regular de água. Revista AIDIS de Ingeniería y Ciencias Ambientales: investigación, desarrollo y práctica, 14(2), 639-656. DOI: https://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2021.14.2.72265

Araújo, S. M. S. (2011). A região semiárida do nordeste do Brasil: questões ambientais e possibilidades de uso sustentável dos recursos. Revista Eletrônica Científica da FASETE, 5(5), 89-98.

Barbosa, M. N. F., Lima Júnior, F. O., Morais, J. M. L. & Brito, M. A. (2012). Qualidade de vida e satisfação dos microempreendedores beneficiários de programas de microcréditos: um estudo de caso do Crediamigo no município de Juazeiro do Norte/CE.

Barros, F. G. N. & Amin, M. M. (2008). Água: um bem econômico de valor para o Brasil e o mundo. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, 4(1), 75-108. DOI: https://doi.org/10.54399/rbgdr.v4i1.116

Brito, M. A. (2013). Impactos do Programa Nacional de Crédito Fundiário sobre a renda, patrimônio e a qualidade de vida do sertão nordestino. Tese (Doutorado). 148f. Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, MG.

Brito, M. A. (2004). Qualidade de Vida e Satisfação dos Associados da Cooperativa Agropecuária de Brejo Santo – Ceará. Revista Econômica do Nordeste, 35(4), 500-527. DOI: https://doi.org/10.61673/ren.2004.804

Campos, A. & Alves, A. M. (2014). O programa água para todos: ferramenta poderosa contra a pobreza. In: Campello, T., Falcão, T. & Costa, P. V. O Brasil sem miséria. Brasília: MDS, 467-490.

Cirilo, J. A. (2008). Políticas públicas de recursos hídricos para o semi-árido. Estudos avançados, 22 (63), 61-82. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-40142008000200005

Cordeiro, D. L. (2013). Reinvenção dos movimentos sociais no Semiárido brasileiro: o caso do P1MC. In: Conti, I. L. & Schroeder, E. O. (org). Convivência com o Semiárido Brasileiro: Autonomia e Protagonismo Social. Brasília-DF: IABS, 183-192.

Federação Brasileira de Bancos [Febraban]. (2003). Programa de Formação e Mobilização Social para a Convivência com o Semiárido: Um Milhão de Cisternas Rurais. Anexo II do Acordo de Cooperação Técnica e Financeira.

Fonseca, J. S. & Martins, G. A. (2010). Curso de estatística. São Paulo: Atlas.

Garjulli, R. (2003). Os recursos hídricos no semi-árido. Ciência e Cultura, 55(4), 38-39.

Gomes, U. A. F.; Heller, L. (2016). Acesso à água proporcionado pelo Programa de Formação e Mobilização Social para Convivência com o Semiárido: Um Milhão de Cisternas Rurais: combate à seca ou ruptura da vulnerabilidade? S.I. Engenharia Sanitária Ambiental, 21(3), 623-633. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-41522016128417

Hamilton, L.C. (2009). Statistics with Stata. Belmont, CA: Brooks/Cole.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. (2018). Desemprego cai para 11,6%, mas informalidade atinge nível recorde. Recuperado de https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/23465-desemprego-cai-para-11-6-mas-informalidade-atinge-nivel-recorde

Justo, W. R. & Lima, R. J. (2016). Qualidade de Vida dos Beneficiários do PRONAF B no município de Exu-PE. Reflexões Econômicas, 2(2), 119-135.

Maia, S. M. B. & Sousa, E. P. (2008) Estudo comparativo da qualidade de vida dos pronafianos do Grupo c e dos não-pronafianos em Santana do Cariri – CE. Revista de Economia da UEG, 4(1), 18-35. DOI: https://doi.org/10.5281/zenodo.5540008

Morais, H. A. R., Paiva, J. A. & Sousa, W. J. (2017). Avaliação do Programa Um Milhão de Cisternas Rurais (P1MC): eficácia, eficiência e efetividade nos territórios do Rio Grande do Norte (2013/2015). Revista de Políticas Públicas, 2(1), 133-158. DOI: https://doi.org/10.18764/2178-2865.v21n1p133-158

Nogueira, D. (2017). Segurança hídrica, adaptação e gênero: o caso das cisternas para captação de água de chuva no semiárido brasileiro. Sustentabilidade em Debate, 8(3), 22-36.

Pereira, E.F., Teixeira, C.S. & Santos, A. (2012). Qualidade de vida: abordagens, conceitos e avaliação. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, 26 (2), 241-250. DOI: https://doi.org/10.1590/S1807-55092012000200007

Prefeitura Municipal de Moreilândia. História. (2018) Recuperado de http://moreilandia.pe.gov.br/index.php/nossa-cidade.html

Prodanov, C. C. & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. Novo Hamburgo: Feevale.

Rebouças, A. C. (1997). Água na região Nordeste: desperdício e escassez. Estudos Avançados, 11(29), 127-154. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-40141997000100007

Santos, M. J. (2010). Programa Um Milhão de Cisternas Rurais: proposição de um sistema de indicadores de avaliação de sustentabilidade SIAVS-P1MC. Tese (Doutorado). 242f. Universidade Federal de Campina Grande. Centro de Tecnologia e Recursos Naturais. Pós-Graduação e Recursos Naturais. Campina Grande.

Santos, M. V. A., Fuentes, T. G. Q., Melo, D. C. & Chiarelotto, M. (2023). Avaliação da qualidade da água e manejo de cisternas domiciliares em comunidade rural do Oeste da Bahia (Brasil). Revista Brasileira de Meio Ambiente, 11(1), 132-150. DOI: https://doi.org/10.5281/zenodo.8023320

Victorino, C. J. A. (2007). Planeta água morrendo de sede: uma visão analítica na metodologia do uso e abuso dos recursos hídricos. Porto Alegre: EDIPUCRS.

Publicado

2024-04-02

Como Citar

da Costa Duarte, M. do S. ., Sousa, E. P. de, Ferreira de Freitas, I. K. ., & Khan, A. S. . (2024). Qualidade de vida das famílias beneficiárias do Programa Um Milhão de Cisternas Rurais (P1MC) no município de Moreilândia, PE. REUNIR Revista De Administração Contabilidade E Sustentabilidade, 13(4), 139-156. https://doi.org/10.18696/reunir.v13i4.1324

Edição

Seção

Artigos científicos