EDITORIAL – Edição Especial Rio +20

Autores

  • José Ribamar Marques de Carvalho Universidade Federal de Campina Grande

DOI:

https://doi.org/10.18696/reunir.v2i2.77

Resumo

Prezados Leitores,

 

No segundo número do ano de 2012 da Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade apresentamos o volume especial em alusão aos 20 anos da Rio 92 – Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e a Rio +20 que aconteceu no mês de junho de 2012 no Rio de Janeiro/RJ, evento de extrema relevância para a busca de novas discussões em torno da problemática dos aspectos sociais, econômicos e ambientais oriundos da relação sociedade-natureza.

Nessa edição especial apresentamos sete artigos de autores provenientes das seguintes instituições: Faculdades Alves Faria, Faculdade Piauiense, Fundação Getúlio Vargas – SP, Universidade de São Paulo, Universidade Estadual da Paraíba, Universidade Federal de Campina Grande, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal do Pampa, Universidade Federal do Paraná, Universidade Federal do Piauí, Universidade Feevale, Universidade Nove de Julho, Universidade Federal de Pernambuco, Universidade Presbiteriana Mackenzie.

O primeiro artigo, de autoria de Kavita Miadaira Hamza e Denise de Abreu Sofiatti Dalmarco versa sobre As Certificações Sustentáveis e Sua Relevância Para o Consumo Consciente e os Negócios, onde abordam os temas do consumo consciente e das certificações sustentáveis, e o impacto que estes eles podem ter para as organizações, principalmente no que se refere à produção de bens de consumo e à comercialização dos mesmos. Os resultados encontrados pelas autoras apontam o baixo nível de conhecimento e utilização dos selos de certificação. Faltam ao consumidor informações mais simples e objetivas, que facilitem a escolha de produtos mais sustentáveis, bem como ainda o fato de as pessoas ainda não perceberam a influência que têm com o seu poder de escolha, mostrando que o consumo pode ser um espaço de disputa política, tanto pelos problemas a ele associados, quanto pela compreensão do consumidor com relação à sua força de mercado.

O segundo artigo, Análise da Interação da Contabilidade Ambiental e o Desenvolvimento Sustentável nos Engenhos de Beneficiamento de Arroz de Santa Maria/RS, autoria de Fabiane Tubino Garcia e Ariel Behr. Neste trabalho os autores analisaram como estão sendo tratadas e divulgadas as informações de natureza contábil ambiental e sua interação com o desenvolvimento sustentável nos engenhos de beneficiamento de arroz, filiados a Associação Rede Arrozeiras do Sul, situados no município de Santa Maria/RS. Nos resultados verificou-se que 50% das empresas estão cientes da existência da contabilidade ambiental, porém nenhuma delas usufrui de todos os benefícios que a mesma pode trazer. Percebeu-se que a maioria (75%) tem consciência e executa ações ambientais, todavia, a divulgação das informações de natureza contábil ambiental, ainda é incipiente.

Por sua vez, o terceiro trabalho, intitulado Estado da Arte da Evidenciação Social e Ambiental Voluntária de autoria Maristela Mercedes Bauer e Roberto Naime no qual apresentam uma revisão de literatura enfocando o estudo em Evidenciação Social e Ambiental nas empresas. As principais teorias abordadas foram: Teoria Institucional, Teoria da Legitimidade, Teoria Sociopolítica, Teoria dos Stakeholders e Teoria da Evidenciação Voluntária. Os resultados apontam que este tipo de evidenciação pode receber os mais variados enfoques, de acordo com o setor, país de origem e relatórios apresentados.

O trabalho seguinte dos autores Henrique César Melo Ribeiro, Rosany Corrêa e Roselane Moita Pierot intitula-se Projeto de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo: Um Estudo de Caso na Empresa de Energia Eólica do Estado do Piauí.  Neste trabalho os autores investigaram, a partir de um estudo de caso, de que forma a utilização de energias limpas, como a eólica, contribui para a promoção da sustentabilidade local. A pesquisa revela que a usina eólica estudada atende às diretrizes contidas no Protocolo de Quioto e faz uso das estratégias de Mecanismos de Desenvolvimento Limpo. Verifica-se ainda, atuação contributiva a sustentabilidade local pela preocupação com educação, gestão ambiental e apoio em projetos sociais nas áreas relacionadas a crianças, educação e meio ambiente.

A quinta publicação, intitulada Indicador de Sustentabilidade Pressão-Estado-Impacto-Resposta no Diagnóstico do Cenário Sócio Ambiental resultante dos Resíduos Sólidos Urbanos em Cuité, PB, dos autores Sandra Sereide Ferreira da Silva, Jaqueline Guimarães Santos, Gesinaldo Ataíde Cândido e Ângela Maria Cavalcanti Ramalho apresenta um conjunto de indicadores de resíduos sólidos urbanos para o Município de Cuité-PB, a partir do sistema de indicador de sustentabilidade pressão-estado-impacto-resposta. Os resultados revelam uma situação de insustentabilidade ambiental quanto ao problema dos resíduos sólidos no município, demandando a necessidade de mudança nas políticas públicas, nas práticas de gestão das empresas e um maior nível de cidadania da população para reverter à situação local.

O sexto artigo de autoria de Minelle Enéas da Silva e Ana Paula Gabriel Oliveira, intitula-se Mapeando as Inter-relações para a Efetivação do Consumo Sustentável sob a Perspectiva Governo-Empresa-Sociedade. O trabalho procurou identificar como se inter-relacionam Governo, Empresa e Sociedade para a efetivação do consumo sustentável, considerando as especificidades do setor de energia elétrica no Estado do Pernambuco.

Concluindo esta edição temos a publicação denominada Pegada Hídrica como Indicador de Sustentabilidade Ambiental de autoria de Kettrin Farias Bem Maracajá, Vicente de Paulo Rodrigues da Silva, José Dantas Neto e Lincoln Eloi de Araújo. Neste trabalho os autores abordam o conceito da pegada hídrica como um indicador de sustentabilidade como forma de contribuir para o uso racional dos recursos hídricos.

Aproveitamos para agradecer a todos os autores e autoras pela escolha do nosso periódico como instrumento de veiculação e divulgação dos respectivos trabalhos.

Desejamos uma boa leitura!

 

Prof. José Ribamar Marques de Carvalho

Editor Científico – REUNIR

 

Sítio:

Open Jornal Systems (REUNIR): http://150.165.111.246/revistaadmin/index.php/uacc/index

Plataformas Indexadas:

DOAJ: http://www.doaj.org/doaj?func=openurl&issn=22373667&genre=journal&uiLanguage=en

Latindex: http://www.latindex.unam.mx/buscador/ficRev.html?folio=20581

SEER/IBCIT: http://seer.ibict.br/index.php?option=com_mtree&task=viewlink&link_id=2153&Itemid=109

Sumários.org: http://sumarios.org/revistas/revista-de-administra%C3%A7%C3%A3o-contabilidade-e-sustentabilidade

Academic Jornals Database: http://www.journaldatabase.org/journal/issn2237-3667

DIADORIM: http://diadorim.ibict.br/handle/1/272

 

e-mail: revistareunir@gmail.com

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Ribamar Marques de Carvalho, Universidade Federal de Campina Grande

Mestre em Ciências Contábeis. Doutorando em Recursos Naturais (Qualis Capes 5). Professor da Unidade Acadêmica de Ciências Contábeis.

Downloads

Publicado

2012-08-07

Como Citar

Carvalho, J. R. M. de. (2012). EDITORIAL – Edição Especial Rio +20. REUNIR Revista De Administração Contabilidade E Sustentabilidade, 2(2), i-ii. https://doi.org/10.18696/reunir.v2i2.77

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 4 > >>